Porque troquei uma Carreira Profissional bem sucedida para me tornar Fotógrafo em Bariloche

Neste post faço um pequeno resumo do meu caminho de autoconhecimento e a descoberta do meu propósito de vida, e o que isso implica na construção de minhas fotografias e, principalmente, no impacto que a fotografia exerce no desenvolvimento da Vida Familiar.


Você irá perceber que para mim fotografar é imortalizar um momento único, é capturar a emoção e a essência que não podemos ver atrás dos nossos olhos, é eternizar momentos familiares que merecem ser vistos e revividos com o passar do tempo. Vamos lá...


Hoje, aos meus 37 anos, recordo de noites em que ia dormir após um dia normal de trabalho e algo em mim se encontrava incompleto. Sempre me senti feliz e grato no caminho em que até então estava seguindo na minha vida profissional, mas também sabia que este era somente uma passagem e que nunca seria um destino final.


Por mais de uma década fui Gestor Farmacêutico de uma grande Rede de Farmácia em Santa Catarina e amava minha profissão. Mas com o passar dos anos sentia que meu propósito de vida não estava ali no meu dia-a-dia e precisava busca-lo e desenvolve-lo.


Assim, durante 4 anos de desenvolvimento, planejamento e muito estudo, fiz minha passagem: descubro o que amo fazer e busco aprender a fazê-lo melhor e de alguma forma ajudar os outros e nosso mundo com essa mudança.



Descobrir o propósito de vida é encontrar o grande "porquê" de tudo que fazemos! É a forma mais natural de perseguimos a felicidade de propósito!


Assim, abandonei uma profissão "bem-sucedida" no Brasil para criar uma vida com propósito aqui na Patagônia Argentina.


Para quem não me conhece, sou gaúcho de Porto Alegre, apaixonado por montanhas, pôr do sol e café. Aqui, em Bariloche, me reconstruí e vivo por um propósito maior: Retratar a melhor versão de pessoas apaixonadas por experiencias e apaixonadas pela conexão que a natureza nos oferece. Assim,

fotografo com os olhos da alma para eternizar momentos com toda emoção para que possam ser revividos com toda intensidade a cada página de um álbum fotográfico.


O dia em que tive a certeza que amava a fotografia e a profissão de fotógrafo ocorreu alguns dias antes de me mudar para a Argentina. Eu estava visitando meus Pais e resolvemos ver algumas fotos antigas de família e no meio de muitas caixas estava o seu álbum de casamento.


Poder folhar aquelas páginas e sentir toda a energia e alegria, a ansiedade e medo do novo no olhar, o companheirismo e o amor de duas pessoas que a partir daquele momento se torna uma família foi revelador para mim.

Com aquelas fotos, pude voltar no tempo e ver meus Pais com outros olhos e ter certeza que meu trabalho tem uma responsabilidade enorme para a história das famílias que fotografo.


Espero que daqui a 5, 10 ou 40 anos os nossos filhos possam ter a chance de sentir o que eu senti naquela noite, olhando as fotos dos meus jovens Pais.


A fotografia é um instrumento poderosíssimo na história de uma família. É uma herança visual que documenta e retrata a construção e desenvolvimento da família.

Obrigado meu Pai e minha Mãe pelas dezenas de fotografias espalhadas pelas paredes e porta-retratos de nossa casa. Amo vocês!

Nunca será apenas pelas fotografias. Um ensaio fotográfico é como poder parar no tempo, esquecer de tudo e relaxar. Estar e contemplar a natureza tem esse efeito colateral: aproxima, reconecta e cristaliza relacionamentos. E o mais importante, a fotografia é e sempre será um instrumento de lembrança de momentos alegres e importantes que serão passados para as futuras gerações.



Quer construir suas histórias comigo?

Então entre em contato para agendar seu ensaio em Bariloche!


0 visualização
r. (2) - Copia.jpg

@2020 Davi Minatto Photographer.